terça-feira, 5 de junho de 2012

Começa a distribuição gratuita do governo de remédios para asma


Ministério da Saúde espera atender principalmente crianças de até seis anos

Por Minha Vida - publicado em 04/06/2012

Nesta segunda-feira, 4 de junho, começa a distribuição gratuita de remédios contra a asma nas drogarias credenciadas no programa Aqui Tem Farmácia Popular. A medida integra o Programa Brasil Carinhoso, lançado em maio pela presidente Dilma Rousseff. O Ministério da Saúde espera atender, prioritariamente, crianças com até seis anos, já que a asma está entre as principais causas de internação nessa faixa etária. 
Três medicamentos tópicos serão distribuídos - brometo de ipratrópio, diproprionato de beclometasona e sulfato de salbutamol. Segundo a alergista Yara Mello, do Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos, em São Paulo, esses três medicamentos ajudam a tratar as crises de asma. "O primeiro atua como um coadjuvante, ajudando a secar as secreções causadas pela reação e aliviando os sintomas da alergia, enquanto o segundo é um broncodilatador, que dilata os brônquios e auxilia o paciente a respirar no momento da crise", explica. 
Por último, o sulfato de salbutamol atua controlando o processo inflamatório que o pulmão sofre após uma crise. "Na medida em que controlamos o processo inflamatório, a pessoa fica menos predisposta a crises, sendo essa uma forma de prevenção", afirma Yara Mello. 
Dados do Ministério da Saúde apontam que a distribuição desses medicamentos deverá ampliar o orçamento atual do Programa Saúde Não Tem Preço em 30 milhões de reais ao ano. Atualmente, o programa Farmácia Popular atende a 200 mil pessoas que buscam remédios para a asma, mas a previsão é que a gratuidade beneficie até 800 mil pacientes por ano. Os medicamentos estarão disponíveis em mais de 20 mil estabelecimentos em todo o país. Para retirá-los, é preciso apresentar um documento com foto, o CPF e a receita médica dentro do prazo de validade. 

Adote cinco atitudes para evitar crises alérgicas e de asma

"O portador da doença pode tratar tanto as causas da asma quanto as crises ou as inflamações decorrentes da crise alérgica", explica a alergista Yara. Para combater as causas e ajudar a evitar crises, conheça algumas atitudes simples. 

Limpe a casa

Um dos principais desencadeadores das alergias são os ácaros, presentes no pó domiciliar. Por isso, a higienização de cada cômodo é fundamental para evitar crises alérgicas e de asma (bronquite), que nada mais são do que uma alergia crônica e aguda, explica o alergista Clóvis Galvão, Presidente da Associação Brasileira dos Asmáticos de São Paulo. 

Cuide do pet

Se o contato com animais não faz bem a você, seria aconselhável, no mínimo, não tê-los na sua própria casa. Mas, se isso está fora de cogitação, pelo menos não deixe que ele entre ou durma no seu quarto. Outra medida importante é dar banho no animal pelo menos uma vez a cada duas semanas. 

Prepare a cama

"Alérgicos devem dar preferência ao edredon ao invés do cobertor, que solta pelos", pontua o alergista Clóvis. Além disso, é recomendado o uso de capas antiácaros em seu colchão e travesseiro que, juntamente com as cobertas, devem ser lavados regularmente. 

Tome a vacina contra a gripe

"Tomar a vacina contra gripe não evita resfriados comuns, mas afasta aquelas gripes mais fortes", alerta o alergista Clóvis. Quem já tem problemas respiratórios crônicos, portanto, deve tomar a vacina para não colocar ainda mais obstáculos contra o bom funcionamento de seu aparelho respiratório. 

Apague o cigarro

Para Clóvis Galvão, alérgicos fumantes têm grandes chances de se tornarem futuros portadores da asma, e a permanência do hábito fará com que as crises fiquem cada vez mais fortes e mais difíceis de serem tratadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Wikipedia

Resultados da pesquisa

Seguidores

Barra de vídeos

Loading...
Ocorreu um erro neste gadget