segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Falta mão de obra qualificada no mercado de trabalho, mas qualificação n...

Mão de obra

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Reunião de uma equipe de trabalho de uma indústria no Brasil.
O termo mão de obra tradicionalmente designa o trabalho manual empregado diretamente na produção industrial. Para efeito de apuração de custos, distingue-se a mão de obra direta de mão de obra indireta. A mão de obra direta é aquela em que o trabalho do empregado está resultando diretamente na fabricação de um bem ou serviço; a mão de obra indireta é a que o trabalho é realizado em atividades de supervisão ou apoio à produção, tais como a manutenção de máquinas e equipamentos, limpeza ou vigilância.[1] Por apuração de custos entende-se pela redução de custos para apenas o que é necessario.
Segundo Wellington Rocha, "quando o tempo de trabalho do operário pode ser identificado com o produto, lote de produtos, processo fabril ou centro de custos, o salário correspondente é considerado como mão de obra direta." Ou seja: mão de obra direta é quando a aplicação do salário ao operario resulta diretamente na produção do produto. Os demais operários (. . .) embora imprescindíveis à tarefa de produzir, não se encontram diretamente identificados com um determinado produto ou centro de custos. Nesse caso, serão considerados como mão de obra indireta."[2] Ou seja: quando o trabalho de um operário é importante para a produção, mas ela continua sem a presença dele ou de um substituto.

Índice

Tipos de mão de obra

Mão de obra escrava

quadro de Jean-Baptiste Debret que mostra escravo negro sendo chicoteado
Esse tipo de mão de obra esta proibido no mundo todo, mas em muitos locais ainda é praticada. A consistencia basica é que o individuo tem de prestar serviços ao patrão sem direitos proprios e é marcada por muito preconceito racial, sobretudo por negros e índios. O escravo geralmente não é remunerado e é tratado como mercadoria, pode ser vendido ou trocado. Irrevogavelmente deve acatar ordens e qualquer desobediencia costuma resultar em castigos que podem ser fome, mais trabalho ou torturas de diversos níveis.
Leia mais sobre escravidão.

Mão de obra especializada

o pedreiro é um exemplo de mão de obra especializada
A mão de obra especializada é uma categoria de mão de obra em que o funcionario é treinado para exercer uma função repetidamete, mas não é necessario que ele conheça todas as etapas da produção. É muito empregada em linhas de montagem onde não há necessidade de grande instrução. Por exemplo: Uma empresa de automoveis pode dar cursos a um funcionario sobre como realizar uma função na produção do motor e ele podera realiza-la sem problemas mesmo não entendendo o funcionamento do conjunto completo, o motor. Esse tipo de mão de obra tem baixo salário e vem sendo cada vez mais frequentemente substituidos por maquinas que realizam a tarefa de modo mais eficiente.

Mão de obra qualificada

É uma mão de obra mais instruida que as outras por ter dedicado um longo periodo estudando um conteúdo específico. Ao contrario da mão de obra especializada, esses individuos conhecem o funcionamento do conjunto e são capazes de projetar novos sistemas e solucionar erros no funcionamento de um produto. Nesta categoria estão incluídos os médicos, advogados, engenheiros, professores etc. Geralmente são mais remunerados que a mão de obra especialida por capacidades mais aprofundadas e de dificil e lenta formação.

Referências

  1. SANDRONI, Paulo. Dicionário de Economia. São Paulo: Abril Cultural, 1985, p. 255.
  2. LEONE, George Sebastião Guerra. Custos: um enfoque administrativo, 9ª ed., Rio de Janeiro: Editora da Fundação Getúlio Vargas, 1987, p.101, apud "Custo de mão de obra e encargos sociais", por Wellington Rocha.

Ver também

Ver avaliações
Avaliar esta página
Credibilidade
Imparcialidade
Profundidade
Redação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Wikipedia

Resultados da pesquisa

Seguidores

Barra de vídeos

Loading...
Ocorreu um erro neste gadget